Diferenças entre Seguro de Vida e Previdência Privada

Diferenças entre Seguro de Vida e Previdência Privada

Se preocupar com o futuro faz parte da nossa vida, mas o que realmente importa é se preparar para ele, afinal todos queremos dar mais qualidade de vida e sossego para a nossa família.

E é esse o ponto que o Seguro de Vida e a Previdência Privada tem em comum: a garantia de dias futuros mais estáveis, financeiramente falando.

O Seguro de Vida existe para a proteção da família. Isso significa que, havendo um acidente ou doença que impeça o segurado de trabalhar permanentemente, ou mesmo sua morte, sua família estará amparada pois a indenização do seguro a ajudará a restabelecer seu equilíbrio econômico e seguir adiante. Portanto, para quem tem dependentes, o Seguro de Vida será um suporte financeiro na hipótese de invalidez ou morte do segurado.

É interessante saber também que alguns seguros oferecem coberturas adicionais no caso de invalidez ou morte do cônjuge do segurado.

Outra informação relevante, no caso dos beneficiários do Seguro de Vida serem menores de idade: no contrato do seguro deve-se nomear um tutor, pois na ausência do segurado eles não poderão receber a indenização por impedimento legal. Esse tutor será então a pessoa legalmente responsável pelos dependentes menores do falecido.

Note-se que o Seguro de Vida não é só indicado para as pessoas mais velhas. Do mesmo modo ele é importante para uma pessoa mais jovem que não tem dinheiro guardado mas que se preocupa com sua família, pois tal estará amparada no advento de alguma fatalidade.

Já a Previdência Privada nada mais é que um investimento para garantir uma renda maior quando o segurado estiver mais velho.

Essa renda não exclui a do INSS, mas é um complemento; funcionará como um fundo (acumulado durante a vida profissional) que fará o beneficiário aproveitar com mais tranquilidade a melhor idade.

A Previdência Privada é pensada para que o contratante a usufrua junto a sua família nos dias futuros. São pagas parcelas mensais por alguns anos (isso depende do plano escolhido), e assim é construída uma reserva financeira a ser resgatada após o período do contrato. Tudo o que foi investido será resgatado mensalmente, complementando-se a renda.

Há formas diferentes de se resgatar o dinheiro investido na Previdência Privada: a) renda temporária, em que se recebe o valor mensal conforme a idade inicial e final determinada no contrato; b) renda vitalícia, com o recebimento mensal de uma parcela até a morte (sendo que é possível transferir esse benefício para outra pessoa caso o beneficiário principal faleça); e c) resgate total do investimento após o prazo determinado em contrato.

Como há planos de Previdência Privada que possuem cobertura de risco, ou seja, a família passa a receber o benefício caso o contratante venha a falecer, é sempre bom ter o auxílio de um corretor de seguros para verificar a hipótese ideal para a realidade de cada interessado.

Consulte a Pro Affinity, esclareça suas dúvidas e veja qual a melhor opção para você e para sua família!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Divulgue

Compartilhe com seus amigos!